Tuning motor. Tudo o que deve saber sobre suspensões desportivas, travagem e "respiração" de motor

Tuning motor. Tudo o que deve saber sobre suspensões desportivas, travagem e

Personalize o seu motor e combine a sua própria estética com os últimos avanços mecânicos: rebaixamento do veículo, sistemas de travagem perfurados, sobredimensionamentos, vontade de adquirir cavalos adicionais…

Tudo é possível no tunning, mas recorde que precisa da ajuda de técnicos profissionais.

A FILTRAÇÃO E OS KITS DE ADMISSÃO DIRECTOS

As prestações de um motor dependem, em grande medida, da sua “respiração”, ou seja, da capacidade de admitir o maior caudal de ar e de expulsar os gases queimados de forma eficaz e limpa. A maior entrada de ar, maior potência.

Uma boa solução para aumentar o caudal de ar é substituir o filtro original do veículo por um desportivo de elevadas prestações, fabricados normalmente em algodão. Este material permite uma maior entrada de ar filtrado.

Outra possibilidade consiste em substituir a caixa do filtro por um kit de admissão directo: o ar chega directamente ao carburador através de uma conduta. Fornece até 30% de ar em relação a uma admissão clássica de origem.

SUSPENSÃO DESPORTIVA

A primeira etapa de qualquer projecto tunning começa por baixar a altura da caixa do automóvel. Para o conseguir, existem duas possibilidades: Ou são utilizadas molas curtas ou um kit de amortecedores mais molas curtas.

Lembre-se que qualquer alteração nas cotas originais de um veículo altera o seu comportamento. Por isso, a Feu Vert recomenda que, se for rebaixado o automóvel, também seja alterado o conjunto de amortecedor, mais as molas. Assim, conseguirá maior eficácia e segurança. O aspecto desportivo não tem que acarretar uma diminuição da segurança.

Lembre-se também que, se a altura da caixa do automóvel for menor, o chassis sofre forças mais bruscas. É recomendável montar uma barra estabilizadora na suspensão dianteira, para conservar a precisão da direcção e limitar as possíveis deformações.

Conselhos Feu Vert:

A Feu Vert não aconselha utilizar molas curtas com os amortecedores de origen, dado que esta situação levaria a um desgaste prematuro dos mesmos. Além disso, o trabalho do amortecedor com uma mola curta não é realizado de forma adequada.

A Feu Vert não aconselha rebaixar um veículo a menos de 30 mm.

Na Feu Vert, dispomos de kits de suspensão desportiva e molas homologadas que respeitam a legislação vigente, consulte os nossos especialistas.

TRAVAGEM

O tipo de pastilhas de travagem é determinante para a duração das mesmas.

Umas pastilhas de travagem duras mantêm-se em bom estado mais tempo, mas a qualidade de travagem é inferior. Pelo contrário, umas pastilhas de travagem moles garantem uma travagem de qualidade, apesar da sua duração ser mais curta.

Tenha em conta que um bom líquido refrigerante de travões que lhe assegure um grau de ebulição elevado e uma purga do circuito contribuem para um sistema de travagem do veículo eficaz.